Pensamentos Sabotadores da Dieta

Por

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no twitter
Twitter

Já pode ter acontecido com você. Não perceber que comeu, perder a comida dentro de casa quando na verdade já terminou, devorar um pacote de bolachas ou uma barra de chocolate sem nem sentir o gosto, comer fazendo outras coisas (arrumando a casa, mexendo no celular, olhando TV) e por aí vai. É como se isso acontecesse “automaticamente”, mas na verdade não é, porque comer nunca é automático. A digestão é automática, por exemplo, mas comer não. Antes de comer sempre há um pensamento, o que acontece é que esse pensamento não é plenamente consciente. O pensamento pode ser simples, como “Eu vou comer isso”.

É preciso perceber esses pensamentos para identificar os sabotadores de dieta. Alguns exemplos:

  • Estou chateado, tenho que comer!
  • Estou cansado, tenho que comer!
  • Estou estressado, mereço comer!
  • Estou feliz, vamos comer!?
  • Estou com sono, tenho que comer!
  • Trabalhei demais, mereço comer!
  • É final de semana, o que vou/vamos comer?
  • É uma festa, não consigo me controlar!
  • Vou comemorar, preciso comer/beber!
  • Não tem importância se eu comer (essa comida não planejada), porque…
  • Talvez eu perca o controle e coma demais na festa…
  • Acabei de trapacear na dieta. Estraguei tudo. Hoje vou continuar comendo tudo o que quiser e recomeço amanhã (ou segunda-feira)!
  • Sou uma pessoa muito fraca com relação à comida e à dieta.

Esses pensamentos que fazem as pessoas se permitir comer alguma coisa não planejada resulta em desvios da dieta ou abandono por completo do tratamento. Reconhecer esses pensamentos sabotadores é o primeiro passo para a mudança, para conseguir uma nova e correta maneira de pensar.

Mudar comportamento leva tempo e exige persistência e dedicação. Reeducação alimentar nada mais é do que mudança comportamental. Se fosse simples, todos teriam um peso adequado.

A relação que as pessoas desenvolvem com a comida precisa ser repensada. Com a rotina atual da população, comer se tornou um refúgio e desculpa para qualquer desgaste, cansaço ou inconveniente. E ainda se tornou a única forma de prazer e satisfação rápida. Isso acontece porque comer realmente dá prazer, isso é fisiológico, há produção hormonal que faz com que haja sensação de prazer imediato. O problema é que isso tem um efeito rebote e se perde o controle.

É preciso criar, às vezes até descobrir, e se permitir fazer as coisas que gostamos. Assim, gradualmente, procuraremos menos a comida como forma de recompensa.

E você?

O que gosta de fazer?

Você tem se permitido?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no twitter
Twitter
Fechar Menu