Close

Coisas que os pais precisam saber

Por Rossana Andriola

Você pode estabelecer uma relação amigável com seu filho, mas você não deve se colocar no papel de amigo.

É provável que seu filho tenha muitos amigos ao longo de sua vida, porém o papel de pai/mãe cabe a você. Você é mais que um amigo, juntos vocês podem estabelecer uma relação única, mas que não exclui a existência de uma hierarquia. O posicionamento e a orientação dos pais é de extrema importância para o desenvolvimento emocional da criança.

Limites são uma prova de amor.

Crianças não possuem capacidade de tomar grandes decisões sozinhas. Elas não nascem com esta habilidade, é você quem deve ensinar isso a ela. Frustrar alguns desejos/vontades de seu filho é uma maneira de fazer ele aprender a lidar gradualmente com os limites que o mundo externo inevitavelmente irá impor. Pesquisas mostram que a permissividade e a superproteção são formas muitos danosas de educação.

Você não será o pai/mãe perfeito. Acredite: seu filho irá reclamar de você!

Por mais que você se esmere sempre haverá algo a melhorar, no caso de seu filho a reclamar. Muitas reclamações de seu filho partirão dos limites que você irá impor e, mais tarde, é bem provável que ele irá agradecer a você por estes cuidados. Entretanto, os pais também erram… A boa notícia é que seu filho também aprende com seus erros, desde que você tenha a capacidade de admiti-los e fazer disso um aprendizado conjunto. Acostume-se com essa posição e lembre-se que você está tentando ser o melhor pai/mãe que você consegue, só isso já será um grande modelo para seu filho.