Tenho dificuldade de Falar em Público: E agora?

Por

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no twitter
Twitter

Já se sentiu muito ansioso em apresentar um trabalho na aula ou no local de emprego e ficou com receio de que os outros estivessem percebendo a tua ansiedade? Ou ficou tão ansioso durante a apresentação que deu até um “branco” na memória?

A ansiedade é uma emoção presente em todas as pessoas e que, no caso daquelas que percebem essa dificuldade em apresentar trabalho, ela se origina do medo. O medo é uma emoção básica sentida por todos os seres vivos e serve como proteção e preservação da vida, ou seja, precisamos sentir algum grau de medo para sobreviver. Porém essa emoção desagradável pode estar desregulada e trazer prejuízos, podendo até gerar transtornos de ansiedade prejudiciais para a saúde mental.

A ansiedade em falar em público está relacionada à alta exigência do indivíduo consigo e com crenças do tipo “não posso falhar”, “devo ser perfeito em tudo que eu faço” e/ou “os outros não podem perceber que estou ansioso, pois estar ansioso é sinal de fraqueza”. Esses pensamentos vêm acompanhados de reações fisiológicas como suor, rubor, boca seca, falta de ar, desconforto abdominal e tremores. Isso acaba gerando uma redução no desempenho da apresentação, reforçando ainda mais os pensamentos de fracasso e incompetência, intensificando o nível de ansiedade.

Após esse cenário catastrófico o indivíduo passa a evitar apresentações de trabalho e exposições em público, pelo medo e ansiedade de repetir e vivenciar todo o sofrimento. Porém essa estratégia de evitação faz com que o indivíduo mantenha o baixo desempenho nas apresentações, por não desenvolver novas habilidades e, principalmente, mantém crenças de incapacidade e fracasso, o que aumenta a ansiedade em um círculo vicioso.

A Terapia Cognitivo Comportamental auxiliará o paciente a diminuir a ansiedade através de técnicas comportamentais e de reestruturação de crenças e pensamentos responsáveis pela intensidade e desregulação dessa emoção, além de desenvolver novas habilidades de apresentação de trabalho e comunicação assertiva.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no twitter
Twitter
Fechar Menu